domingo, 31 de agosto de 2008

Indignação Oportuna


Alerta! Esse é um PPE (Post Pós-Enem)! Nenhum conteúdo presente aqui deverá ser levado a sério embora represente uma opinião sincera de minha pessoa. Estou parcialmente abismado com o resultado do ENEM. Por um lado fiz uma das provas mais decepcionantes da minha vida cujo resultado é motivo para suicidio embora por outro lado também há o fato de que eu só não cheguei a marca de 94-95% de acertos por causa da minha preocupação excessiva em relação a pequenos fatores. Sabe, pior sensação do que você ir mal porque teve que chutar a maioria das questões ou porque respondeu certo e depois trocou pela resposta errada ou coisa do tipo é você saber todas as respostas mas marcar errado por causa de sua indecisão momentânia.

Tudo estava muito bem quando foi só na prova de biologia. Estudei pra caramba, nunca havia estudado tanto. Cheguei lá na prova estava muito estressado e acabei esquecendo a maioria das coisas que aprendi e fui pior nela do que em química para a qual não estudei. Foi íncrivel ver que o meu esforço só serviu para piorar a situação em que estava. As vezes esse tipo de coisa nos faz pensar que quando você nasce burro, você simplesmente nasceu com o destino de ser burro e nada do que você pense em fazer vai mudar isso.

Pare pra pensar: você sempre vai mal nas provas. Numa você vai ruim na outra você vai pior. Você decide estudar pakas para a matéria na qual você se dá mal. Você se mata, larga todas as outras coisas da sua vida apenas para se concentrar naquilo e quando chega a tão esperada hora o "Pior" da outra prova foi melhor do que o "ruim" para o qual você estudou todo santo dia. Isso é pra quebrar a cabeça de qualquer um. Claro, se isso fosse um problema natural dava pra levar a vida (alías, no meu caso Tda/H comanda ;p) mas e se você também descobrisse que grande parte desse seu fracasso é um resultado da influência da vida alheia? É, é uma tortura. As pessoas com as quais você convive todo dia podem se tornar os maiores fardos que você vai enfrentar na vida e eu não me refiro àquelas consideradas "má-influências" e sim a pessoas com as quais você mantém uma relação confiável mas que ao mesmo tempo destroem qualquer sentimento útil que há no seu coração ou no seu cérebro. Sim meu amigo, as vezes você seria muito mais bem-sucedido na vida se não precisasse manter contato com essas pessoas. Claro que sendo parentes e esse tipo de gente você não pode simplesmente abandonar mas sabe no seu inconsciente que eles levarão você à sua ruina.

Há uma necessidade de controle inatingivel hoje em dia, infelizmente. Poucos são os que atingem o estado necessário para obter um controle saudável da sua vida, o resto se consome de tempos em tempos por coisas que em um momento em outro são consideradas as partes boas de sua vida. É triste de se pensar nisso mas não deixa de ser verdade. Eu sou uma prova disso.

Agora chega de brisar, vou estudar e ir dormir para ir bem na prova de amanhã. Wish me luck ;p

3 comentários:

Amauri disse...

"As vezes esse tipo de coisa nos faz pensar que quando você nasce burro, você simplesmente nasceu com o destino de ser burro e nada do que você pense em fazer vai mudar isso."


Cara vc resumiu minha vida ;D
eueheuehueheuhue
TELEMARKETING AI VOU EU XD

Caetano disse...

desculpa, eu nao sei do q vc ta falando =X
zuera rsrs
mas ae EMO mode on, hein....
vo criar uma tese de q todos q fazem blog, invitavelmente fazem um post emo um dia...

tiamaluquinha disse...

vc resumiu a vida de varios alunos da escola que trabalho vou recomenda-lo a eles na aula livre de informatica .chega de dizer que quem nasce burro morre burro. e por isso que eu sou contra prova e nota vermelha isso so serve pra colorir boletim e diario.